Pontes Rolantes

Ponte Rolante Biviga

A Ponte Rolante Biviga é composta por duas vigas principais apoiadas nas extremidades nas cabeceiras que executam o movimento de translação da Ponte. O aparelho diferencial; mecanismo de elevação e de direção; trabalha sobre as duas vigas principais. De referir ainda que na mesma ponte rolante poderá trabalhar mais do que um aparelho diferencial, trabalhando em simultâneo com o aparelho principal, ou executando uma função de auxílio.

Capacidade
Vão Máximo (metros)
Até 40 Ton
40
40 a 50 Ton
33
50 a 100 Ton
30
100 a 200 Ton
25

Ponte Rolante Monoviga

A Ponte Rolante Monoviga é constituída por uma viga principal apoiada nas extremidades nas cabeceiras que executam o movimento de translação da Ponte. O aparelho diferencial; mecanismo de elevação e de direção; trabalha sobre a viga principal. De referir ainda que na mesma ponte rolante poderá trabalhar mais do que um aparelho diferencial, trabalhando em simultâneo com o aparelho principal, ou executando uma função de auxílio.

Capacidade
Vão Máximo (metros)
Até 5 Ton
30
5 a 12,5 Ton
26

Configuração

Construção

  • Design e dimensionamento de acordo com as normas F.E.M.
  • Vigas construídas em caixão ou em perfil em função do vão e da carga nominal.
  • Flecha máxima admissível 1/1.000.
  • Tratamento de Superfície: Toda a estrutura é decapada em Túnel Automático MARCOVIL ao grau SA 2,5 com acabamento de acordo com as especificidades do meio ambiente.
  • Movimento de elevação com duas velocidades.
  • Movimento de direção com variador de velocidade.
  • Movimento de translação com variador de velocidade.
  • Gancho (DIN 15400) com rotação manual.
  • Classe de proteção IP55 para os motores.
  • Classe de proteção IP65 para o quadro eléctrico.
  • Comando botoneira com ligação por ficha de pinos e com movimento independente.

Elementos de Segurança

  • Limitador de carga.
  • Fim-de-curso de elevação.
  • Fim-de-curso de direção.
  • Fim-de-curso de translação.
  • Avisador acústico e luminoso.
  • Paragem de emergência no comando de controlo.
  • Corte geral exterior no quadro elétrico

Principais Periféricos

  • Caminho de rolamento.
  • Estrutura metálica de suporte do caminho de rolamento.
  • Alimentação elétrica longitudinal, para o movimento de translação da ponte, em sistema de condutores fechados em PVC ou alumínio. Como alternativa, sistema de cabo festoon.

Principais Complementos

  • Comando Via Rádio.
  • Sistema de pesagem eletrónica.
  • Células anti-colisão quando existe mais do que um equipamento no caminho de rolamento.
  • Variador de velocidade para o movimento de elevação.
  • Ferramentas de movimentação de cargas.
  • Sistema eletrónico anti-balanceamento de cargas.
  • Mecanismo de bloqueio de rotação do gancho.
  • Cabine de comando com sistema de controlo manual/ semi-automático/ automático.
  • Varandim de manutenção ao longo do vão.
  • Vigas caixão flangeadas para transporte contentorizado.
  • Iluminação.
  • Cobertura do aparelho diferencial.
  • Classe de proteção IP65 para motores elétricos.